Católica no Porto promove formação “À descoberta do Voluntariado” para alunos do 10º ano dos Colégios Cedros e Horizonte.

Pelo segundo ano consecutivo a UDIP, com a colaboração da Área Transversal de Economia Social (ATES) e da Faculdade de Educação e Psicologia (FEP), foi desafiada a organizar uma formação em voluntariado para alunos do 10º ano dos Colégios Cedros e Horizonte. A formação aconteceu nos passados dias 29 e 30 de outubro.
 
O primeiro dia decorreu na Católica e o segundo em visitas a instituições. "A importância do voluntariado e do papel social da Igreja na sociedade" foi apresentado por Filipe Pinto (ATES), enquanto que o "Autoconhecimento e gestão de emoções" foi orientado por Luísa Mota Ribeiro (FEP). As duas formações foram muito participativas e esclarecedoras servindo de input para o jogo caso&voluntariado realizado durante a tarde e o qual explorou os Mitos, Medos e Expectativas específicas do voluntariado. A dinamização do jogo esteve ao cargo de Viviana Nunes (CASO). O primeiro dia terminou com chave de ouro. Os alunos tiveram oportunidade de ouvir os testemunhos de João Couceiro, presidente da Associação de Estudantes da Católica Porto Business School, que sublinhou a importância do amor e do compromisso como elementos fundamentais no voluntariado e de Dinis Azevedo, aluno finalista de Direito e responsável da CASO, que partilhou também a sua experiência como voluntário dentro e fora de Portugal concluindo com a ideia de que devemos ocupar bem o nosso tempo e o voluntariado é uma excelente opção, “quanto mais ocupados estamos, mais rápido aprendemos a gerir o nosso tempo e os nossos empenhos”.
O segundo dia foi dedicado ao contacto com diferentes espaços de voluntariado. Durante todo o dia os alunos tiveram oportunidade de visitar quatro instituições que acolhem diferentes realidades, a viagem iniciou-se na APPACDM onde a grande emoção aconteceu no jogo de matrecos e nos encontros de corredor, momentos espontaneamente alegres onde se juntaram alunos e utentes do APPACDM.

A seguir os alunos visitaram a Casa Mãe Clara, contactando com a realidade de pessoas marcadas por vidas difíceis como acontece com pessoas em situação de sem abrigo. Na parte da tarde tiveram oportunidade de visitar a creche da Casa Santa Isabel, projeto das Irmã Oblatas do Coração de Jesus e interagir com a realidade mágica dos mais pequenos, e logo de seguida o dia terminou com a visita ao Lar Padre Alves Correia, da Paróquia do Candal e ouvir o testemunho de uma utente que partilhava cheia de entusiasmo as maravilhas  das novas tecnologias e, acima de tudo, a felicidade de ainda ter oportunidade de aprender a escrever!


Depois de dois dias intensos, a grande espectativa é que o voluntariado possa dar frutos: ajudar na formação de pessoas mais generosas, socialmente responsáveis, e intervenientes no mundo!
 
novembro 2018