Sessão de Compromisso da CASO reúne uma centena de voluntários

Mais de uma centena de voluntários da Católica no Porto confirmaram o seu Compromisso com a Católica Solidário - CASO e, principalmente, com as instituições e os seus utentes.

Na abertura da cerimónia, que decorreu no dia 19 de novembro, as palavras de Filomena Osswald, presidente da Associação Somos Nós, relembraram os voluntários da importância do seu papel nesta, e em todas instituições, sublinhando que eles não são apenas pessoas que desenvolvem tarefas, mas sim amigos por quem alguém espera todas as semanas, no mesmo dia e à mesma hora. O incentivo para a continuação no voluntariado e sobretudo, para o crescimento pessoal que dele advém, esteve presente no discurso de Isabel Braga da Cruz, presidente do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa.

Quantos passos são precisos para mudar a vida de alguém? Foi com esta pergunta que se seguiu para um dos momentos mais esperados da noite, o testemunho de duas pessoas que decidiram abraçar o cuidado e amor ao próximo como opção de vida. Primeiro falou Carmo Themudo, responsável pela UDIP, apresentando a dedicação como elemento de amor na família, e de seguida Gustavo Carona, que no seu percurso como médico, se dedica a quem mais precisa, partindo para vários países onde a pobreza e a guerra marcam todos que lá vivem e que por lá passam.

Depois de fortes momentos de inspiração, os voluntários passaram ao seu compromisso na certeza de que, no que toca a mudar a vida de alguém, o importante não são os passos, se ajudamos na própria casa ou se atravessamos um oceano, o que realmente conta é a dedicação com que o fazemos.

Novembro de 2018